Os gongos do Tibet – Dizem que se originaram dos antigos alquimistas e pré xamãs budistas do Tibet, antes da idade do bronze na China (30 séculos atrás). Misterioso, sabe se que sua produção é mantida em segredo pelos monges tibetanos, que dizem, evasivamente, usá-los apenas para manter grãos(cereais) Todavia, a mística está na possibilidade do gongo vibrar diferentes e simultâneos tons, cada um com uma frequência única e mantendo a reverberação por um longo tempo. Sem documentos sobre eles nas escrituras sagradas orientais, é estritamente proibido falar sobre o assunto nos templos. Sabe-se que são produzidos com uma fórmula de Bhasma, feitos durante uma noite de estrelas propícias para “alquimizar” diferentes tipos de metais, na mesma proporção, produzindo assim a liga perfeita.

Não à toa, o Cemitério Jardim da Serra localizado da Serra da Cantareira, desde de sua inauguração, possui dois gongos tibetanos, para compor o cenário de paz, tranquilidade e harmonia do estabelecimento.

Os diversos metais encontrados nos gongos no cemitério jardim da serra representam diferentes influências planetárias, sendo:

Ouro (Sol), Prata (Lua), Mercúrio (o Planeta), Cobre (Vênus), Ferro (Marte), Estanho (Júpiter) e Chumbo (Saturno).

Segundo as lendas, alguns metais usados eram retirados de meteoritos encontrados nos cumes das cordilheiras dos Himalaias. O som dos instrumentos está no “AUM”e, segundo os monges, os poderes concebidos pelos gongos devem ficar em segredo. Segundo os budistas, esse “AUM” representa a mente de Buda, o som dos grandes abismos da região.

Energia da Pirâmide – Por ser um centro de energia, os egípcios construíram as pirâmides, símbolos de poder e nobreza da época. Estudos apontam, por exemplo que Quéops é um grande monumento astronômico e geodésico, sendo portanto gerador de energias cósmicas e telúricas, de modo que até mesmo as réplicas de suas medidas emitem energias renovadoras, dizem, a mesma que rejuvenescia os faraós a cada trinta anos.

Apesar dos cientistas não saberem a sua composição, a energia cósmica existe em todo universo, sendo comprovada por centenas de experiências.

Ela está ao alcance de todos, ajuda na cura de doença, desenvolve intuição, melhora sabor dos alimentos e favorece o crescimento de plantas, entre muitos outros benefícios. Para captar essa energia é preciso apenas uma pirâmide, feita com medidas proporcionais a de Quéops e corretamente posicionada, motivo pelo qual o cemitério Jardim da Serra fez a sua réplica.